Versão para impressão

IMUNOMODULADORES EM AVES: LEVAMISOL/TETRAMISOL  em pássaros

http://www.criatoriopenapreta.com.br/doencas/introducao.php :

Durante a quarentena de aves recém adquiridas ou introduzidas na colónia, ou de aves isoladas em enfermaria, um importante produto a ser utilizado é um imunomodulador, o qual como o seu nome indica vai estimular o funcionamento do sistema imunitário e logo aumentar as defesas do organismo do pássaro. De entre as várias substâncias disponíveis no mercado, a nossa preconização recai no Levamisol/Tetramisol, nas doses de 10 a 35 mg/kg, o que representa um volume de 3 a 7 ml de Levamisol oral a 5% por litro da água de bebida. Como imunomodulador recomendamos aplicar três dias consecutivos por semana durante a fase de restabelecimento.
Na prática encontramos recuperação expressiva de aves debilitadas com problemas nada relacionados a helmintíases, tão somente com um inicial deste tratamento com Levamisol/Tetramisol devido ao seu efeito na modulação das defesas orgânicas.

Durante a época do choco e da cria. Igualmente durante a época do “choco”e da “amamentação” dos pintos/crias, é importante garantir que o sistema imunitário dos progenitores está a funcionar em pleno, pois que só assim poderemos garantir a transmissão de todos os anticorpos necessários para que o organismo dos pintos/crias se possa defender devidamente durante as primeiras semanas de vida. Mais uma vez está recomendado o uso do Levamisol/Tetramisol na qualidade de imunomodulador, na concentração de 10 mg/kg ou 2ml da solução a 5% por cada litro de água de bebida, durante  3 dias consecutivos. A repetir cada duas semanas nesta etapa da vida das aves.

Como vermífugo, o Levamisol/Tetramisol tem efeito indicado em 15 mg/kg para Ascaridíase, Syngamus e Heterakis, e 30 mg/kg para Capillaria.

Outras bibliografias: recomendamos o artigo LEVAMISOL - Vermífugo e imuno modulador: antigo e eficaz do mesmo autor, publicado em julho de 2004 na Red Vet ISSN nº 1695-7504, disponível em Http://www.veterinaria.org.